Telefones (11) 4551-8052 | Plantão 24hrs   (11)99974-1177

Tratamento contra o crack

Tratamento Crack O crack é uma mistura da pasta-base de cocaína refinada com bicarbonato de sódio e água. Muitas vezes a mistura é falsificada com o acréscimo de cimento, cal, querosene e acetona, para aumentar o seu volume. Quando aquecida, a mistura separa as substâncias líquidas das sólidas. As substâncias líquidas são então descartadas e as sólidas são convertidas na "pedra de crack" que, com a utilização de um cachimbo, é então fumada e absorvida pelo corpo em quase 100% do total ingerido. A via inalatória confere à droga um tempo de ação e um poder viciante extremamente rápidos, o que tem tornado o crack um verdadeiro flagelo.

O que é o crack e seu Uso !

Leva 10 segundos para fazer o efeito, gerando euforia e excitação; respiração e batimentos cardíacos acelerados, seguido de depressão, delírio e "fissura" por novas doses. "Crack" refere-se à forma não salgada da cocaína isolada numa solução de água, depois de um tratamento de sal dissolvido em água com bicarbonato de sódio. Os pedaços grossos secos têm algumas impurezas e também contêm bicarbonato. Os últimos estouram ou racham (crack) como diz o nome.

Cinco a sete vezes mais potente do que a cocaína, o crack é também mais cruel e mortífero do que ela. Possui um poder avassalador para desestruturar a personalidade, agindo em prazo muito curto e criando enorme dependência psicológica. Assim como a cocaína, não causa dependência física, o corpo não sinaliza a carência da droga.
As primeiras sensações são de euforia, brilho e bem-estar, descritas como o estalo, um relâmpago, o "tuim", na linguagem dos usuários. Na segunda vez, elas já não aparecem. Logo os neurônios são lesados e o coração entra em descompasso (de 180 a 240 batimentos por minuto). Há risco de hemorragia cerebral, fissura, alucinações, delírios, convulsão, infarto agudo e morte.
O pulmão se fragmenta. Problemas respiratórios como congestão nasal, tosse insistente e expectoração de mucos negros indicam os danos sofridos. Dores de cabeça, tonturas e desmaios, tremores, magreza, transpiração, palidez e nervosismo atormentam o craqueiro. Outros sinais importantes são euforia, desinibição, agitação psicomotora, taquicardia, dilatação das pupilas, aumento de pressão arterial e transpiração intensa. São comuns queimaduras nos lábios, na língua e no rosto pela proximidade da chama do isqueiro no cachimbo, no qual a pedra é fumada.

O crack induz a abortos e nascimentos prematuros. Os bebês sobreviventes apresentam cérebro menor e choram de dor quando tocados ou expostos à luz. Demoram mais para falar, andar e ir ao banheiro sozinhos e têm imensa dificuldade de aprendizado.
Em uma pessoa normal, os impulsos nervosos são convertidos em neurotransmissores, como a dopamina e liberados nos espaços sinápticos. Uma vez passada a informação, a substância é recapturada. Nos usuários de crack, esse mecanismo encontra-se alterado.

A droga subverte o mecanismo natural de recaptação da substância nas fendas sinápticas. Bloqueado esse processo, ocorre uma concentração anormal de dopamina na fenda, superestimulando os receptores musculares - daí a sensação de euforia e poder provocada pela droga. A alegria, entretanto, dura pouco. Os receptores ajustam-se às necessidades do sistema nervoso. Ao perceber que existem demasiados receptores na sinapse, eles são reduzidos. Com isso as sinapses tornam-se lentas, comprometendo as atividades cerebrais e corporais.

Tratamento contra Crack

Tratamento contra a doença é muito complexo e necessita, de uma "assistência multiprofissional adequada, apoio da família, inclusive sob orientação médica, e muita força de vontade por parte da pessoa que faz uso da droga". Mas, apesar das dificuldades é possível se livrar da dependência. Existem vários níveis de intervenções para o êxito no tratamento do dependente químico, que pode ser desde o Tratamento Ambulatorial, passando por Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS-AD), Desintoxicação Hospitalar, ou até mesmo tratamentos mais prolongados. É sempre bom lembrar que o tipo de intervenção dependerá do diagnostico e da avaliação psiquiátrica que irá mensurar o nível de gravidade da dependência do paciente, o grau dos sintomas de abstinência, se há ou não doenças clínicas e/ou psíquicas associadas, e o nível de suporte familiar.

BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS

Descontos para clientes conveniados dos principais planos de saúde

amil plano de saude para tratamento dependencia quimica
intermedica plano de saude para tratamento dependencia quimica
medial plano de saude para tratamento dependencia quimica
porto seguro saude plano de saude para tratamento dependencia quimica
sul america plano de saude para tratamento dependencia quimica
bradesco saude plano de saude para tratamento dependencia quimica

clinica de recuperacao em sp, clinica de dependentes quimicos,clinica drogas,tratamento involuntario, recuperação de drogados, clinica involuntaria, tratamento contra o crack, crack tratamento, tratamento de alcoolismo, clínica para alcoolatras, clinica de reabilitação em são paulo, clinicas de reabilitação, clinica de recuperação, internação involuntária, internação dependente químico, Tratamento de drogas, clinica para recuperação de drogados, Clínica de recuperação para dependentes químicos, Tratamento para Dependentes de Drogas, Tratamento para Alcoolismo, Tratamento Feminino,Tratamento involuntária, Internação, Involuntária, clinicas de dependentes químicos, Tratamento Feminino Especializado em Dependência Química, Tratamento Feminino Especializado em Alcoolismo, Desintoxicação de drogas,clínica de recuperação feminina,Clínica de recuperação em São Paulo SP, Tratamento de Dependência Química, Tratamento especializado para dependentes, clinica dependência química

/ (11) 99974-1177