Maternidade fez 29 partos de bebês vítimas das drogas

Com apenas dois meses de vida, Aninha luta contra um problema que muito adulto não consegue superar: o vício em drogas. “Herdado” da mãe, que é usuária de crack e moradora de rua, o desafio é mais um na vida da menina, que sobreviveu a um parto prematuro, feito no meio da rua, e nasceu pesando apenas 1 kg. Continuar lendo Maternidade fez 29 partos de bebês vítimas das drogas

Fábio Assunção fala sobre dependência química em sua vida

Fabio Assunção falou abertamente à revista “Trip” de julho sobre o relacionamento com Maria Ribeiro, política e sobre a dependência química que enfrentou, confessando que se trata de uma luta diária. Continuar lendo Fábio Assunção fala sobre dependência química em sua vida

Para alertar jovens contra as drogas

Bastou publicar uma foto ao lado do filho para Venício Guimarães sentir a força das redes sociais. A repercussão imediata não foi apenas pela imagem, mas pelo teor do texto escrito pelo pai: “Perdi Tiago para as drogas…Tudo começa com um ‘cigarrinho’ de maconha…Besteira, mas acabou tudo com o crack”. A partir dessa revelação, publicada em seu perfil do Facebook, logo após a morte do filho, em 2012, o advogado e empresário decidiu lançar a sua luta contra as drogas.

O primeiro passo foi a criação da fanpage “Missão acorda juventude”, na qual já são mais de 300 mil compartilhamentos, 15 mil amigos e 70 milhões de visualizações. Nela, Venício mostra a sua trajetória como pai de um dependente químico. “Sou um especialista em dor. Sei que cometi muitos erros como pai, mas não sabia como lidar com o problema. Sei que perder um filho assim é uma pancada muito violenta. Agora quero dividir o que aprendi com outras pessoas”, alerta.

Continuar lendo Para alertar jovens contra as drogas

Por que é mais difícil para as mulheres lutar contra dependência às drogas

Gabriela* percebeu que precisava de ajuda quando, depois de sair embriagada de uma festa no interior de São Paulo, bateu o carro, quebrou duas costelas e tomou mais de 40 pontos no rosto.

“Até então eu achava que estava no controle, que era só eu querer que pararia de beber”, diz a engenheira civil. “Precisei quase morrer pra perceber que tinha que parar. Só que não consegui.”

Continuar lendo Por que é mais difícil para as mulheres lutar contra dependência às drogas

Como o tratamento familiar pode auxiliar na recuperação do dependente químico

Mãe teve depressão devido à dependência do filho e precisou de tratamento

Depois de acordar de um coma devido ao uso excessivo de drogas, Williams Leite, de 37 anos, decidiu buscar ajuda contra o vício que o acompanhou por mais de 20 anos. Ao abrir os olhos, a primeira pessoa que viu do seu lado na cama de um hospital foi a mãe dele, Cila Barbosa, que minutos antes havia sussurrado em seu ouvido, implorando para que voltasse à vida. Mas este não foi o único momento em que Cila esteve ao lado de Williams. Apesar de todo o sofrimento e angústia serem transferidos para a mãe, a presença dela nesses momentos tão difíceis foi determinante para a reabilitação dele.

Continuar lendo Como o tratamento familiar pode auxiliar na recuperação do dependente químico

Papel da família na recuperação do dependente químico

Acolher oferece a recuperação do dependente químico, por meio de atendimento e orientação especializada a fim de possibilitar a reinserção social

A vice-governadora Claudia Lelis entregou, nesta segunda-feira, 12, o Núcleo de atenção à pessoa com dependência química – Acolher. O Núcleo está localizado na 704 sul, Alameda 20, nº 01, em Palmas. O Acolher tem como objetivo oferecer a recuperação do dependente químico, por meio de atendimento e orientação especializada, além da inclusão nos grupos de ajuda mútua, articulação dos serviços públicos, a fim de possibilitar a reinserção social.

Continuar lendo Papel da família na recuperação do dependente químico

Projetos vão combater dependência química nos presídios

Sejus e Sesapi lançaram os projetos Nortear e Abordagem e Tratamento ao Tabagismo

 

A Secretaria de Justiça do Piauí, em parceria com a Secretaria de Saúde, lançou, nesta terça (13), os projetos Nortear e Abordagem e Tratamento ao Tabagista. A inauguração solene dos projetos ocorreu na Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira, no município de Altos.

O projeto Nortear funciona por meio de intervenções de psicólogos e busca melhorar a saúde de pessoas privadas de liberdade que estão em processo de abstinência de substâncias psicoativas. Já a Abordagem e Tratamento ao Tabagista visa a redução da prevalência de fumantes nas penitenciárias

 

De acordo com a coordenadora de Psicologia Prisional da Secretaria de Justiça, Olívia Normando, o projeto surgiu a partir da necessidade de se apresentar soluções para a dependência de drogas no sistema prisional.

“Esses projetos buscam o resgate da consciência de cada um de nós acerca do uso de drogas e serão a porta de entrada para o diálogo sobre o tema, de modo a combater e prevenir o problema”, destaca Olívia.

O reeducando Joel Carvalho, dependente químico, ressalta que já participou da primeira reunião de apresentação dos projetos e que deposita muita confiança nas atividades que serão desenvolvidas a partir de agora.

“Desde o primeiro encontro, percebemos que a Secretaria pretende nos ajudar, mas, também sabemos que o primeiro passo deve ser dado por nós mesmos. Vamos tentar e conseguir mudar de vida”, afirma.

A psicóloga da Colônia Agrícola Major César Oliveira, Caroline Cabral, destaca que o projeto Nortear visa realizar a psicoeducação e conscientização sobre os efeitos das drogas.

“Teremos encontros individuais e em grupo com os reeducandos assistidos por equipes de Psicologia, Enfermagem, Assistência Social e Espiritualidade. Assim, eles trarão suas demandas, seus problemas para avaliarmos”, explica.

Presente no evento, o secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira, ressaltou a importância dos projetos para reeducandos, assim como para todos os que compõem o sistema prisional.

“Também nos preocupamos com a saúde dos reeducandos e temos que trabalhar para que projetos como estas se tornem modelo para o sistema prisional de outros estados”, pontua.

Continuar lendo Projetos vão combater dependência química nos presídios

Dependência química cresce entre menores

Dependência química cresce entre menores e é o segundo caso mais atendido pelo 2º Conselho Tutelar

Integrante da administração pública municipal, o Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, conforme dita o Artigo 131 do Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca).

Continuar lendo Dependência química cresce entre menores

Como ex – Dependênte Químico superou 9 overdoses de heroína e se transformou em magnata do suco

Após sofrer 9ª overdose, Khalil Rafati se recuperou e montou império do suco
Após sofrer 9ª overdose, Khalil Rafati se recuperou e montou império do suco

Enquanto Khalil Rafati sofria sua nona overdose por uso de heroína, paramédicos tentavam freneticamente salvá-lo da morte.

Viciado em drogas que dormia nas ruas de Los Angeles, nos Estados Unidos, ele conseguiu recobrar a consciência depois que a equipe médica usou um desfibrilador –aparelho que gera uma descarga elétrica no coração para interromper uma parada cardíaca.

Continuar lendo Como ex – Dependênte Químico superou 9 overdoses de heroína e se transformou em magnata do suco

SP tem primeira Casa de Passagem para dependentes químicos

A cidade de São Paulo acaba de receber a primeira Casa de Passagem Programa Recomeço, para atendimento exclusivo de usuários de substâncias psicoativas. Este tipo de acolhimento, voltado para dependentes químicos, é inédito no Brasil.

O local vai abrigar homens maiores de 18 anos que se encontram em situação de rua ou com vínculos familiares fragilizados, e que estejam associados às ações estaduais de enfrentamento ao uso de drogas, especialmente o crack.

Continuar lendo SP tem primeira Casa de Passagem para dependentes químicos