Por que é mais difícil para as mulheres lutar contra dependência às drogas

Gabriela* percebeu que precisava de ajuda quando, depois de sair embriagada de uma festa no interior de São Paulo, bateu o carro, quebrou duas costelas e tomou mais de 40 pontos no rosto.

“Até então eu achava que estava no controle, que era só eu querer que pararia de beber”, diz a engenheira civil. “Precisei quase morrer pra perceber que tinha que parar. Só que não consegui.”

Continue lendo “Por que é mais difícil para as mulheres lutar contra dependência às drogas”

Como funciona o mecanismo do vício em nossas mentes

E ele não é só para drogas, pode ser também para jogo, celular, sexo…

Estamos habituados a associar o conceito de dependência exclusivamente ao consumo de substâncias químicas como a maconha, o álcool, a cocaína etc. A razão para isso é que de fato a ciência assim a definiu até pouco tempo atrás.

 

A base para definir um quadro de dependência química dentro deste referencial é composta de quatro características que precisam estar presentes: o desejo pela droga, o consumo propriamente dito, a tolerância (necessidade de doses cada vez maiores para se obter a mesma sensação de prazer) e a síndrome de abstinência (efeitos fisiológicos desagradáveis desencadeados pela interrupção do consumo).
Continue lendo “Como funciona o mecanismo do vício em nossas mentes”