Desafio na recuperação de dependentes químicos

Tião Viana e frei Hans Stapel falam sobre o desafio na recuperação de dependentes químicos

O governador Tião Viana recebeu na tarde de sexta-feira, 18, a visita do frei Hans Stapel, um dos fundadores do projeto Fazenda da Esperança, uma das mais reconhecidas comunidades terapêuticas do mundo, dedicada principalmente à recuperação de dependentes químicos.


A entidade é uma casa de recuperação internacional de jovens dependentes químicos com 125 unidades espalhadas por 20 países e foi fundada em Guaratinguetá (SP). Juntas, elas já atenderam cerca de 30 mil pessoas, com uma taxa de recuperação de 80%.

Frei Hans Stapel veio ao Acre para acompanhar o andamento das duas unidades do estado, uma em Sena Madureira e a outra em Mâncio Lima, além de se reunir com o governador Tião Viana e discutir os desafios da recuperação e a necessidade de um urgente combate ao narcotráfico na Amazônia.

“O maior problema do Brasil hoje são as drogas, e este país não está tratando o tema com a devida seriedade necessária. Não existe essa força-tarefa federal na Amazônia contra o narcotráfico e não podemos perder gerações por causa disso”, disse Tião Viana.
Ao lado da vice-governadora Nazareth Araújo e o padre Massimo Lombardi, o governador ainda destacou para o frei o trabalho que o governo do Estado tem feito na ressocialização de dependentes químicos, apoiando comunidades terapêuticas e incluindo as famílias nos pequenos negócios.

Para frei Hans Stapel, a questão do cuidado aos usuários de drogas que precisam de ajuda é essencial. “Usamos um método muito simples. Procuramos com esses jovens trabalhar e viver a espiritualidade, que significa pensar no outro e também viver em família para aprender um relacionamento. Eles ficam um ano conosco e depois voltam para a sociedade, reunidos em grupos e apoiando outros que estão nas drogas. É sair e ainda pensar no outro”, revela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *